Bem vindos ao mundoquadrinhos


NESTE BLOG, VOCÊ ENCONTRARÁ CRIADORES DE HQs DO BRASIL E DO MUNDO.
Para contato com o desenhista: ayresbr@hotmail.com

sexta-feira, 21 de março de 2008

CHARGES DO AMIGO DA ONÇA - PERICLES DE ANDRADE MARANHÃO



Observei que existem comentarios no orkut sobre a morte de Péricles.
Uma pessoa que salvou Péricles de outras tentativas de suicídio foi o Ziraldo.
Ele deu uma entrevista falando sobre o assunto.


Agradeço ao colecionador das charges do AMIGO DA ONÇA, Jose R. Rochelle de
Santa Cruz do Rio Pardo - SP, pela colaboração.


















Revista O CRUZEIRO de 27/11/1974

Imagens cedidas pelo colecionador Rochelli


GIBI AMIGO DA ONÇA Nº 1



Péricles de Andrade Maranhão - Brasil
Uma das maiores criações do cartum brasileiro - o Amigo da Onça - nasceu da cabeça de um pernambucano: Péricles de Andrade Maranhão. O personagem é, sem dúvida nenhuma, uma presença obrigatória no imaginário coletivo nacional desde a década de 40. Péricles nasceu no bairro do Espinheiro, no Recife, dia 14 de agosto de 1924, estudou no Colégio Marista e fez sua primeira charge para o Diário de Pernambuco. A charge viveu nas páginas de O Cruzeiro de 23 de outubro de 1943 a 3 de fevereiro de 1962. Depois da morte de seu criador, o Amigo da Onça foi desenhado por Carlos Estevão. Os diretores da revista O Cruzeiro queriam criar um personagem fixo e já tinham até o nome, adaptado de uma famosa anedota.

Péricles de Andrade Maranhão foi um adolescente pernambucano desenhista daquele com talento de enlouquecer qualquer professor. Jovem durante a fase auréa dos quadrinhos,por vezes imitou os traços de Dick Tracy, Agente Secreto X-9, Flash Gordon

Menor de idade, chegou ao Rio de Janeiro, com uma carta de recomendação para nada mais nada menos que Leão Gondim de Oliveira manda-chuva dos Diários Associados, então a mais poderosa rede de comunicações do país. Em sua estréia, a 6 de junho de 1942, era o funcionário mais jovem da empresa . Nove meses depois seu primeiro personagem cômico no Diário da Noite: Oliveira, o trapalhão já divertia os leitores.

No ano de 1943 O Cruzeiro baseada numa equipe jovem e de qualidade iniciava a revolução que faria nos anos seguintes se tornando a revista mais importante do Brasil. Péricles participaria com um tipo humorístico que traduzisse "a verve típica e o humor carioca", que captasse "o estado de espírito daquele que vive no Rio de Janeiro, não importa onde tenha nascido".

Rabisca pra cá, rabisca para lá, Péricles coloca o lápis para pensar e emerge uma figura que lhe parece apropriada : baixinho, cabelo penteado para trás à base de gumex, summer jacket, bigodinho safado, olhar de peixe morto. Fez tanto sucesso que as tiradas que antes ficavam na capa e contra-capa passaram a ser dentro da revista, evitando que as pessoas apenas as folheassem sem pagar.

O Amigo da Onça foi utilizado para fazer jornalismo e críticas e em muitas situações o Amigo da Onça esculhamba instituições como o casamento, exército e a hipocrisia social contida no jogo de aparências.

Fonte: Blog=Memorial pernambucano


Datas de publicação das charges abaixo:
Olá amigos que me visitam.
Talvez você seja como meu amigo Rochelli, organizado e cuidadoso. Graças a êle, estas datas abaixo estão aí para sua pesquisa ou curiosidade. Elas correspondem as piadas que estão mais abaixo.


DATA
DATA
DATA
1 03/09/1955
51

101 6/1/1962
2 1943 - 17/3/62
52 25/1/1958
102 27/1/1962
3 23/10/43 - 10/2/62
53

103
4 3/11/1962
54 6/8/1960
104 28/6/1958
5 1943 - 17/2/62
55 11/4/1959
105 22/2/1958
6 16/5/1959
56 3/11/1956
106
7 3/5/1958
57 8/7/1961
107 7/3/1959
8 6/4/1957
58 27/2/1960
108
9 14/9/1957
59

109 7/9/1957
10 27/8/1960
60 19/4/1958
110 21/2/1959
11 8/2/1958
61

111 21/11/1959
12 10/2/1951
62

112 21/3/1959
13 30/7/1960
63 25/11/1961
113 1/7/1961
14 6/9/1952
64 27/10/1956
114
15 18/1/1958
65 11/11/1961
115 20/8/1960
16 3/2/1962
66

116 16/9/1961
17 5/7/1958
67 12/5/1956
117 20/1/1962
18 1/6/1957
68

118 10/9/1960
19 30/5/1959
69 23/5/1959
119 12/7/1958
20 28/12/1957
70 29/8/1953
120 28/10/1961
21 9/5/1959
71 6/6/1959
121 31/10/1959
22

72 11/02/1956
122
23 7/12/1957
73

123 15/2/1958
24 4/11/1961
74 18/11/1961
124 23/12/1961
25

75

125 4/1/1958
26 23/8/1958
76

126 18/10/1958
27

77 26/12/1959
127 24/5/1958
28 4/4/1959
78

128 15/11/1958
29 31/1/1959
79 25/4/1959
129 24/8/1957
30 21/5/1960
80

130
31

81 13/2/1960
131 2/12/1961
32 3/10/1959
82 25/10/1958
132 9/12/1961
33 21/10/1961
83 28/3/1959
133 11/12/43-31/3/62
34

84

134 1943 -24/3/1962
35 20/9/1958
85

135 1943 - 24/2/1962
36 25/06/1960
86 29/10/1955
136
37 31/8/1957
87

137
38

88 15/3/1958
138 5/5/1956
39

89 26/11/1955
139 26/3/1960
40 15/4/1961
90 2/5/1959
140 28/2/1959
41 16/3/1957
91 17/09/1955


42

92 10/12/1955


43 1/10/1960
93 12/10/1957


44 14/11/1959
94



45 14/1/1956
95 13/9/1958


46 3/9/1960
96 22/12/1956


47 20/2/1960
97 29/8/1959


48

98 8/12/1956


49 3/12/1955
99



50

100 22/9/1956




































































































































































ayresbr@hotmail.com

4 comentários:

Anônimo disse...

sabemos o quanto é dificil um pernambucano mesmo de gabaricto como pericles,seguir uma profissao no sudeste do pais(Rio)sem que seja descriminado e assim sendo foi essa descriminaçaõ feita ate pelos que na epoca faziam a revista o cruzeiro que fez com que pericles partisse para a bebida e depois para o suicidio,pois foi abadonado e descriminado por todos.realmente foi uma pena ate a sua mulher a epoca o abandonou..

JOSE disse...

parabens ao autor pela apresentação de tantas e maravilhosas estampas.
me fez recuar aos meus tempos de
criança

Aldrei disse...

Gostaria de saber se alguem se interessa em adquirir uma coléção com aproximadamente 100 charges do amigos da onça, de 1958 até 1971, retiradas da revista O Cruzeiro e encadernadas com capa dura desta época. É uma raridade. Em perfeito estado. Entrar em contato pelo aldrei_gov@hotmail.com
Obrigada. Aldrei

Sapongas disse...

parabéns, acho que este é o local onde mais existem tirinhas do Amigo da Onça concentradas. Sei que existem muitas outras. Meu avô colecionada e fez até uma encadernação, mas acabou se perdendo com o tempo. Era criança, mas lembro de diversos destes cartoons. Se alguém que passar por aqui ler isso e tiver mais, faça esse bem pra humanidade? Escaneie e publique. É uma cultura extremamente marcante da nossa história que não pode ser perdida.

eXTReMe Tracker